FAMERP 2016 – Questão 69

Linguagens / Literatura / Romantismo
Se eu morresse amanhã!
 
Se eu morresse amanhã, viria ao menos
Fechar meus olhos minha triste irmã;
Minha mãe de saudades morreria
Se eu morresse amanhã!
 
Quanta glória pressinto em meu futuro!
Que aurora de porvir e que manhã!
Eu perdera chorando essas coroas
Se eu morresse amanhã!
 
Que sol! que céu azul! que doce n’alva
Acorda a natureza mais louçã!
Não me batera tanto amor no peito,
Se eu morresse amanhã!
 
Mas essa dor da vida que devora
A ânsia de glória, o dolorido afã…
A dor no peito emudecera ao menos
Se eu morresse amanhã!
(Lira dos vinte anos, 2000.)
O poema apresenta características que permitem situá-lo a) na segunda fase do Romantismo, pela presença de sentimentos extremos e do culto à morte.
b) no Parnasianismo, devido à defesa e utilização de formas clássicas com ambição à perfeição.
c) no Modernismo, devido ao rompimento com os modelos formais tradicionais da poesia clássica e romântica.
d) na primeira fase do Romantismo, preocupada com a definição da sociedade brasileira a partir dos traços físicos e emocionais de seus indivíduos.
e) no Classicismo, interessado no equilíbrio formal, associado à temperança dos sentimentos e das ações.

Veja outras questões semelhantes:

FAMERP 2018 – Questão 22
Na democracia ateniense da Antiguidade, havia um modo de exercício do poder político, que consistia no sorteio ...
FAMERP 2015 – Questão 56
Para realização de certa atividade experimental, os alunos de uma turma foram organizados em cinco grupos. Cada grupo recebeu uma amostra de um metal que deveria ser identificado e, por isso, os grupos deveriam calcular sua densidade a partir dos...
FAMERP 2016 – Questão 18
A fermentação lática e a respiração celular são reações bioquímicas que ocorrem em diferentes condições nas células musculares, gerando alguns produtos similares. Sobre essas reações, assinale a alternativa correta. ...
FAMERP 2017 – Questão 63
Uma relação correta entre o trecho apresentado e o movimento literário em que O cortiço está inserido é: ...
Base dudow 2000 – Questão 68
O verso-refrão, em sua parte variável (“corando”, “entre beijos”, “em soluços”,”arquejando”), tem a função precípua (principal) de : a) prenunciar as imagens da estrofe seguinte; b) marcar a progressão dramática das separações; c) indicar a estabilidade do amor de Teresa; d) dar relevo aos tempos fracos de uma história excepcional; e) frisar o aspecto convencional do “adeus”.